Informação da Publicação

Título Vivência e Qualidade de Vida dos Idosos Institucionalizados no Lar da Terceira Idade Casinha Dos Avós em São Vicente
Autor(es)
Palavras-chave
Envelhecimento
Qualidade de vida
Institucionalização
Data 2023
Resumo
O envelhecimento é um fenómeno natural, um processo irreversível e com efeitos em toda a esfera da sociedade. A institucionalização do idoso é muitas vezes uma realidade, consequência da falta de uma resposta satisfatória às suas necessidades existenciais no seio da sua família e da sua comunidade, no entanto possibilita ao idoso alcançar o suporte que a família não consegue garantir. Ao chegar no lar este depara com um ambiente coletivo de regras e imposições que poderão não ser consonantes, com a sua história de vida, onde tudo funciona de igual modo para todos. Optou-se por um estudo de natureza exploratória e descritiva utilizando a metodologia qualitativa de abordagem fenomenológica para dar resposta ao objetivo geral: Compreender a perceção dos idosos institucionalizados sobre a qualidade de vida no lar da Terceira idade «Casinha dos avós» em São Vicente. O instrumento utilizado para recolha de informações foi a entrevista semiestruturada elaborado e validado para o efeito, demonstrando ser o método adequado para este tipo de investigação, onde participaram seis idosos. Os resultados apontam que os idosos alegam ter uma boa convivência juntamente com os demais, pois estes desfrutam de bons momentos de confraternização e lazer, onde realizam várias atividades nomeadamente, exercícios físicos, jogos (carta, damas, ouril), visualização de filmes, atividades lúdicas (corte e costura, pinturas) e dança. A realização destas atividades permite aos idosos estabelecerem um vínculo de maior afetividade, amizade e familiaridade com os demais idosos que nela residem e os profissionais, promovendo assim uma boa vivência, aumentando o bem-estar e a qualidade de vida de modo a facilitar a adaptação no lar e ao novo estilo de vida .No que tange a perceção dos idosos sobre o conceito da qualidade estes evidenciaram que para eles sentir-se bem, realizar as tarefas de forma autónoma, o bem-estar físico, ter saúde, mobilização, dormir bem, conviver com harmonia com os demais, ausência de dor, estar limpo e fresco, são aspetos que favorecem a qualidade de vida. Nesse sentido que os enfermeiros recorrem a estratégias, isto é, incentivando a família aos cuidadores a zelarem juntamento com eles para garantir a autonomia, dependência, a saúde o bem-estar e q qualidade de vida do idoso.
Tipo Monografia Licenciatura - Monografia
URL https://drive.google.com/file/d/1pC-dXB01sREOphJTPOnfiqmQRis0LOmX/view?usp=sharing
URL_Anexo
Ficheiro