Informação da Publicação

Título Síndrome Visual do Computador na Comunidade Académica da Universidade do Mindelo: Caraterização
Autor(es)
Palavras-chave
Síndrome visual
Computador
Comunidade académica
Sintomas
Data 2020
Resumo
O presente trabalho intitulado “Síndrome Visual do Computador na Comunidade Académica da Universidade do Mindelo: Caraterização” tem como objetivo geral verificar a existência de Síndrome Visual do Computador na comunidade académica da Universidade do Mindelo. Como resultado da evolução tecnológica, o tempo passado a olhar para ecrãs de visualização tem vindo a aumentar nos últimos anos. É importante reconhecer que a exposição prolongada a ecrãs de visualização surge acompanhada por exigências visuais cada vez maiores, que se refletem no aumento do número de utilizadores que reportam sintomas de caráter visual.
Julgou-se assim pertinente estudar esta temática pelo fato da Síndrome Visual do Computador ser um problema de saúde pública emergente, mas desconhecida pela maior parte da população.
Para dar resposta ao objetivo proposto optou-se por realizar um estudo quantitativo, observacional e transversal, tendo como universo a comunidade académica da Universidade do Mindelo composta por 844 indivíduos, em que foram usados como amostra 50 indíviduos.
Como instrumento de recolha de dados foi utilizado um questionário construído com perguntas diretas e curtas, em que se pretendia caraterizar os sintomas visuais associados à utilização do computador e identificar os fatores associados ao desenvolvimento da síndrome. Os resultados evidenciaram que (70%) dos indivíduos inquiridos apresentavam síndrome visual do computador, em que os sintomas mais prevalentes foram cefaleias, ardor ocular, prurido ocular e sensibilidade excessiva a luz. Além disso, os sintomas aparecem em maior quantidade nos indivíduos que utilizam o computador por maiores períodos de tempo.
Tipo Monografia Licenciatura - Monografia
URL https://drive.google.com/file/d/1B-VYJH1IJfzF0F_oE7GOTs_-zWlcrUNE/view?usp=sharing
URL_Anexo
Ficheiro